Notícias

Projeto do CIn-UFPE conquistou terceiro lugar na 24ª edição do CONIC

O trabalho desenvolvido pelo aluno Luiz Antonio de Oliveira Junior ganhou destaque na categoria de Ciências Exatas e da Terra

23 de março de 2017 às 16:05:45

O projeto do aluno de graduação do CIn-UFPE Luiz Antonio de Oliveira Junior, orientado pela professora do Centro Edna Barros, conquistou o terceiro lugar da categoria de Ciências Exatas e da Terra da 24ª edição do CONIC, o Congresso de Iniciação Científica da UFPE. O trabalho foi desenvolvido dentro do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC), na área de Ciência da Computação, e é intitulado “Projeto de um módulo de hardware acelerador da técnica de segmentação de imagens através de algoritmos baseados em descontinuidades”.

Segundo Luiz, algumas aplicações no computador exigem um alto desempenho aliado a um baixo consumo de energia, o que limita a utilização de CPUs e GPUs. Assim, a utilização de processadores poderosos para processar imagens digitais muitas vezes é inviabilizada por restrições de projeto.

Uma maneira de aliviar esse problema é desenvolver módulos de processamento de imagens em FPGA (Field-Programmable Gate Array). “Por serem processadores dedicados, esses módulos têm potência e área de ocupação menores ao mesmo tempo que conseguem atingir alto poder de processamento (similar ou melhor que os processadores de propósito geral)”, explicou Luiz, autor do projeto. Os IP cores propostos são capazes de processar 8 pixels em paralelo, operar de modo pipelined a uma baixa potência (71.89mW) e apresenta um speedup de até 75.18 em comparação ao software executado em um Intel i7-5500U.

O trabalho premiado teve como objetivo a implementação e avaliação de desempenho de Intellectual Property Cores - módulos pré-projetados usados no design de hardware -  em FPGA, que executam alguns algoritmos de segmentação de imagens baseados em descontinuidades: Sobel, Roberts, Prewitt e Laplaciano da Gaussiana.

“A premiação é um reconhecimento dos trabalhos de qualidade que têm sido desenvolvidos no CIn e um incentivo a mais para o aperfeiçoamento profissional na área de pesquisa científica”, reconheceu Luiz. No início de 2016, o aluno participou de um Research Internship na University of Alberta (Canadá), e segundo ele,  os trabalhos de pesquisa que desenvolvidos sob a supervisão da professora Edna Barros foram fundamentais para sua admissão.